OSM – Observatório de Saúde Mental e Direitos Humanos

07/12/2010

Ativistas do movimento Antimanicomial são processadas por denunciar clínica

Zulmira Fontes e Nercinda Heiderich são ativistas políticas do Movimento Anti-Internação Manicomial há vários anos. No dia 10 de dezembro, será realizada a audiência de conciliação do processo movido por Sebastião Ventury Baptista, sócio fundador em 1967 e Diretor Administrativo da Clínica de Repouso Santa Isabel, contra as duas.

Zulmira, após internação, na Clínica Santa Isabel, de Cachoeiro do Itapemirim no Espírito Santo, foi acometida de Transtorno Pós-Traumático por dois anos. A filha de Nercinda, Carolina Heiderich, morreu na mesma instituição.

Em agosto de 2010, foi determinado pela 4ª Vara Criminal de Cachoeiro do Itapemirim que Zulmira deveria retirar de seu blog “toda e qualquer divulgação das informações e imagens veiculadas” onde denuncia a clínica. Ação movida pelo senhor Ventury Baptista. A decisão impunha multa diária de R$500,00, em caso de descumprimento.

Zulmira e Nercinda respondem por Crime de Opinião devido a denúncias que relatam maus-tratos e negligência por parte da Clínica Santa Isabel, de acordo denúncia feita ao OSM.

(Com informações do Jornal Grito Cidadão)

Leia também:

  1. CFP manifesta seu apoio à ativista da luta antimanicomial
  2. Paciente morre ao tentar fugir de clínica psiquiátrica em Cachoeiro
  3. Interno morre tentando fugir de clínica em Cachoeiro de Itapemirim
  4. Interno morre tentando fugir de clínica em Cachoeiro de Itapemirim
  5. Saúde Mental: MP discute descredenciamento de leitos da clínica Dr. Suliano

6 Comments currently posted.

Shirley says:

"Os efeitos colaterais das drogas psiquiátricas causam sintomas iguais aos de doenças mentais graveis, inclusive similares até mesmo a esquizofrenia. Esconde-se que drogas psiquiátricas podem causar doenças psíquicas. Há danos cerebrais. Há destruição da dentição, problemas de obesidade, diabetes, anorexia, debilitação, e outros. Os danos da psiquiatria criminosa são hediondos. A sociedade é manipulada para ver a doença em tratamento através dos males que são causados pelas drogas tarja preta com que a psiquiatria criminosa vende a imagem de doença mental das suas vítimas.

Esconde-se que efeitos colaterais de drogas psiquiátricas são usados para consumar diagnósticos de doenças mentais e a imagem social estigmatizada das vítimas da psiquiatria criminosa. Prisão química. As drogas psiquiátricas produzem confusão, transtornos e distúrbios mentais, desordens psicomotoras e neurológicas, e surtos psicóticos. Doença mental química. O poder da psiquiatria criminosa é intocável neste país, ninguém age em defesa das vítimas de monstros tão poderosos, e que são acompanhados por vultosos e onipotentes interesses em toda a área de saúde."

Li isso em um site e concordo plenamente com esse artigo,eu mesma fui vítima de uma psiquiatra da clínica Saint Roman,aqui do Rio de Janeiro,pois tive uma discussão muito grande com meu marido,fiquei muito exaltada e pela primeira vez na vida fui internada. Essa psiquiatra depois de uma consulta rápida,diagnosticou surto psicótico,me internou rapidamente,me dopou com Zyprexa e em 1 semana eu já não comia mais,não bebia nada,não dormia,não tomava banho,tive SNM e minha vida foi quase destruída.Sai da clínica pois meu plano de saúde deixou de ser aceito.Fui para outra clínica onde diagnosticaram transtorno bipolar,então começaram a me desintoxicar.A síndrome neuroléptica maligna é terrível para o ser humano,eu pesei menos de 40 kilos, não conseguia fazer absolutamente nada sozinha, antes de tomar esse maldito ZYPREXA isso nunca tinha acontecido comigo.Eu não tenho e nunca tive transtorno mental algum.
A psiquiatria brinca com a vida das pessoas!!!

Eduardo says:

Que a justiça seja feita.

Nercinda C Heiderich says:

Todo e qualquer comentário deveria ou deve trazer o nome completo de quem o faz. Da forma que tem sido feito a maioria dos comentários, fica um vazio e sem veracidade. Na minha opinião, acho que comentários sem indentidade não deveria ser publicado.
Eu poderia chegar aqui e falar que já fui internada, já tomei estes ou aqueles medicamentos, eletrochoques etc. Mas, se eu não der o meu nome e endereço ficará sem validade.

A minha preocupação é que os donos destes estabelecimentos, tomando conhecimento deles, simplesmente, vão ignorar ou até mesmo dar gagalhadas. E quem me garante que eles não estão por trás destes comentários. Por isto, quando faço um comentário, assino o meu nome completo e cidade onde morro.

Mostre a sua cara!

Sou a mãe da Ana carolina Cordovil Heiderich Silva.
Nercinda C. Heiderich

P

anonim says:

Verdade ou não, realmente as drogas psiquiátricas, antineurolepticos e etc causam efeitos que os medicos preferem ignorar. sem citar nomes de medicamentos, todos eles durante um periodo de uso causam danos ao cérebro e aos dentes, estomago, intestino, etc….

unknon says:

muitaaaaaaaaaaa merd@ mesmo Vejam o filme bixo de sete cabeças e concluam por si só que é a mesma coisa que cadeia ou até menos livre ainda EM ATITUDE E PENSAMENTOS ESTAMOS PAGANDO KARMA? pq meu odió por akela CLINICA EM PARTICULAR NUNCA ESQUEC DOS MAUS TRATOS/???? eu vivo pacificamente hoje mas E MEU TEMPO DE CLINICA? FOI VIOLENCIAA PURA O Q EU VI E KILOS DE REMEDIOOOOOO …E DESABALO DE ESTRUTURA FAMILIAR SOFRIMENTO AUTO-INDICADO LOL BRAZIL DU KARALHOOOOO Essa é a nossa patria amada que todos vislumbra a propria presença do inferno para creêm na esperança de ter uma vida normal e lucrativa Paz á todos Fuck para o passado.

Jean P. Carvalho says:

Que os remédios anti-psicóticos, e até mesmo os ansiolíticos, causam uma série de “efeitos colaterais”, isso é fato, e pode ser lido na própria bula dos mesmos… é claro q. a psiquiatria precisa passar por uma revisão, e já há psiquiatras falando nisto…
Mas creio q. tratar toda e qualquer clínica psiquiatra como simples “prisões”, é uma atitude no mínimo irresponsável: já temos no Brasil clínicas q. tratam seus pacientes c/ muito + decência, estimulam estes a fazer uma série de atividades artísticas, promovem encontros e fraternizações, enfim, são algo bem diferente do q. é mostrado em filmes como o “Bicho de sete-cabeças”.
Falo isto na condição de irmão de uma pessoa q. sofre de transtorno esquizo-afetivo. Já tentamos, durante anos, tratar ela aqui em casa, não deu certo. Ela só melhora mesmo quando é internada, não tem condições de morar sozinha (nem conosco aqui), não aceita nenhum tratamento, não aceita acompanhantes, sai à noite p/ beber e liga de madrugada em nossa casa dizendo “não saber onde está”, tem surtos atrás de surtos…. em q. outro lugar pode ficar uma pessoa assim, se não em um ambiente controlado? As clínicas podem ter ainda uma série de defeitos, assim como a psiquiatria ainda está longe de ter a solução adequada p/ os problemas de pessoas como minha irmã, mas o fato é q. a pessoa em questão também tem a sua responsabilidade. Se nem o Estado e nem os psiquiatras ou psicólogos não conseguem resolver o problema desta pessoa, tão pouco é a família que conseguirá! Creio q. os defensores do “movimento anti-manicomial” precisam rever sua visão e seus ideais…

Post a comment on this entry: